CONECTE-SE CONOSCO

Cascavel

Resumo da ópera – por Caio Gottlieb

Publicado

em

Com perguntas objetivas e respostas realistas, eis a minha opinião sobre o explosivo vídeo da fatídica reunião ministerial que pode vir a se transformar, se prosseguir a investigação da Procuradoria Geral da República, na principal evidência de que o presidente Jair Bolsonaro teria supostamente tentado interferir indevidamente na Polícia Federal.

O conteúdo da gravação compromete o presidente?

Dentro do histórico dos acontecimentos, sim.

É uma falta grave?

Não a ponto de ser juridicamente suficiente para tirá-lo do cargo.

O procurador geral Augusto Aras vai oferecer denúncia contra o presidente?

Provavelmente não.

Existe alguma chance para a abertura de um processo de impeachment no Congresso Nacional?

Nenhuma.

Por quê?

  1. Porque não está configurada de forma cabal a materialidade de um possível crime.
  2. Porque não há clima político.
  3. Porque não há disposição no Parlamento para levar o assunto adiante.
  4. Porque nem mesmo os partidos de oposição, sabendo que embarcariam numa canoa furada, endossam a iniciativa.
  5. E, por fim, o ponto crucial da história: não existe apoio popular significativo a favor da ideia de cassar o mandato de Bolsonaro, aliás, muito pelo contrário.

De forma que, no desdobramento dos capítulos dessa novela, continuaremos vendo nos próximos dias e semanas muita fumaça e pouco fogo, até o caso deixar de ser novidade.

Ou ser atropelado por uma nova crise, certamente produzida pelo próprio governo, como já virou praxe.

E assim caminha a humanidade.

(Leia e compartilhe outras postagens acessando o site: caiogottlieb.jor.br)


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade

Copyright 2020 CGN ® Todos os direitos reservados