CONECTE-SE CONOSCO

Cascavel

A receita do Paraná – Por Caio Gottlieb

Publicado

em

Previsões, como diz o ditado, foram feitas para serem desmentidas.

Principalmente aquelas que, em pleno andamento de uma pandemia, tentam apontar o número de infectados a ser atingido em determinado prazo, quando ainda não existem vacinas e nem mesmo medicamentos específicos para combatê-la.

Menos mal, porém, quando elas erram trazendo boas notícias.

Parece não haver dúvida que a estrutura satisfatória da rede hospitalar pública e privada, a rapidez do governador Ratinho Junior em adotar em tempo hábil as providências necessárias para suprir eventuais deficiências dos serviços médicos de urgência, a obediência da população no cumprimento das regras do distanciamento social e até mesmo o excelente índice de saneamento básico do Estado, considerado o melhor do país, estão fazendo a diferença para que o Paraná possivelmente venha a ter um número de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus muito inferior ao que se esperava.

Quando, no dia 26 de março, o Paraná registrava 97 infectados pela Covid-19, a Secretaria Estadual da Saúde estimou um total de 10 mil casos no período mais crítico da disseminação da doença, entre abril e maio.

Passado um mês e meio daquela projeção, o boletim oficial divulgado na tarde desta segunda-feira (11) contabilizava 1.849 casos em todo o Estado, bem distante, portanto, da previsão inicial.

É cedo para relaxar, a guerra não está ganha e o inimigo segue solto por aí.

Mas as perspectivas são bastante animadoras.

(Leia e compartilhe outras postagens acessando o site: caiogottlieb.jor.br)


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade

Copyright 2020 CGN ® Todos os direitos reservados