Conecte-se conosco

Esportes

Mesmo com sustos, Sampaoli indica Santos agressivo em qualquer circunstância

Menos de uma semana após o Santos ser eliminado do Campeonato Paulista nos pênaltis pelo Corinthians mesmo com uma grande atuação e que ficou marcada pela ofens...

Publicado em

Menos de uma semana após o Santos ser eliminado do Campeonato Paulista nos pênaltis pelo Corinthians mesmo com uma grande atuação e que ficou marcada pela ofensividade, o time voltou a exibir esse estilo agressivo no triunfo por 3 a 0 sobre o Atlético Goianiense, na noite de quinta-feira, na Vila Belmiro, um resultado que o garantiu na quarta fase da Copa do Brasil. Mas numa partida em que também correu riscos.

Mesmo após Rodrygo marcar o segundo gol do time no primeiro minuto da etapa final, o Santos seguiu no campo de ataque. Como havia perdido o duelo de ida por apenas 1 a 0, só era necessário sustentar o placar de 2 a 0. Ainda assim, o time cedeu espaços ao Atlético-GO, viu o adversário desperdiçar chances de marcar e só foi fazer o seu terceiro gol nos minutos finais, também após falhar em várias oportunidades claras.

E se na segunda-feira, após o clássico contra o Corinthians, havia afirmado que não trairia seu estilo de jogo, repetiu o tom após o confronto pela Copa do Brasil. Para ele, era mais inteligente buscar o terceiro gol do que defender a vantagem adquirida.

"A gente estava dominando no ataque posicional. Fizemos os gols. Ceder esse protagonismo era ceder um jogo que estávamos dominando. Era melhor buscar o terceiro do que aguentar os 2 a 0. Se superamos o rival com essa forma de jogar, temos que continuar assim, atacando. Isso é o que a gente trata de fazer com esse grupo", avaliou Sampaoli.

Como a Vila Belmiro ficou fechada para obras por quase três meses, Sampaoli só havia dirigido o time no estádio uma vez, na vitória por 1 a 0 sobre a Ferroviária, pela primeira rodada do Campeonato Paulista. E se depender do treinador, o time não deixará tão cedo o estádio para disputar os seus jogos como mandante, que vinham sendo realizados no Pacaembu.

"A Vila Belmiro para mim é um orgulho. É como comparar estar na sua casa ou na casa luxuosa de um parente querido. Essa é a nossa casa. Nos sentimos orgulhosos de estar aqui. Jogar em outro lugar é jogar fora de casa", disse o treinador.

Classificado à quarta fase da Copa do Brasil - antes havia eliminado Altos-PI e América-RN -, o Santos vai conhecer o seu próximo adversário nesta sexta-feira, quando os confrontos serão determinados através de sorteio realizado pela CBF.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade
Publicidade