Conecte-se conosco

Cascavel

Defesa de Meneghel pede que ele não seja transferido para a PEC

Eles afirmam que há risco à vida do preso, pela participação na rebelião de 2014...

Publicado em

Defesa de Meneghel pede que ele não seja transferido para a PEC

A defesa de Alessandro Meneghel, detido há uma semana para cumprir pena de 29 anos e 1 mês de prisão em razão do assassinato do Policial Federal Alexandre Drummond Barbosa, pediu que não ocorra a transferência do preso para a PEC (Penitenciária Estadual de Cascavel). 

Os advogados lembraram que Meneghel estava na unidade e participou da rebelião de 2014.

"Cumpre esclarecer que sua transferência para a Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC) é desaconselhável, haja vista que, conforme é notório, participou internamente da intermediação das negociações da última violenta rebelião registrada naquele estabelecimento prisional, o que gerou desconfiança e declarados desafetos entre vários prisioneiros que lá possivelmente ainda se encontram".

Eles entendem que há risco à integridade física e vida. O pedido é que ele seja mantido na cadeia pública do Depen que fica anexa a 15ª Subdivisão Policial ou seja transferido para a PIC (Penitenciária Industrial de Cascavel). O juiz que cuida da execução penal não emitiu decisão.

Paralelo ao pedido, a defesa tenta um Habeas Corpus que está sob análise do desembargador Antonio Loyola Vieira, do Tribunal de Justiça. No pedido eles afirmam que Meneghel já estava cumprindo pena em casa e deveria seguir na prisão domiciliar.

A prisão ocorreu mais de 7 anos após o crime que vitimou o policial de 36 anos em frente a uma casa noturna da Rua Paraná. 


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade