Conecte-se conosco

Cascavel

Veja o vídeo: acusado de matar mãe e filha diz que foi tratado bem na delegacia

Declaração foi feita durante audiência pública no Fórum de Cascavel...

Publicado em

O tatuador Halif Ferreira de Lima, preso desde quarta-feira (11) acusado de assassinar Silvia Caroline França, de 25 anos, e a filha dela, Ana Lis França, de nove meses, disse, durante a audiência de custódia nesta sexta-feira (13), que foi bem tratado na 15ª SDP (Subdivisão Policial). 

Questionado pelo juiz Marcelo Carneval, da 1ª Vara Criminal, sobre o tratamento recebido, ele respondeu de forma tranquila. “Me trataram muito bem. Sentei numa cadeira e fiquei tranquilo, me colocaram numa sala, me transferiram para outra sala. Quem estava lá dentro me tratou muito bem e ficou por isso”, disse.

Durante o depoimento, ele confessou ter sido preso por tráfico de drogas e revelou que ficou apenas dois dias na cadeia por ser réu primário.

O advogado de defesa Ismael Kalil Saffe de Araújo Filho pediu a liberdade de Halif. Ele disse que seu cliente poderia usar tornozeleira eletrônica ou cumprir prisão domiciliar enquanto o processo tem sequência. Ele pediu uma reanalise da situação prisional para que seu cliente fosse colocado em liberdade.

O promotor de justiça Guilherme Gomes Pedrosa Schimin solicitou a homologação da prisão e a transformação do flagrante em prisão preventiva, o que foi atendido pela Justiça. Segundo ele, esta seria a única forma de garantir a ordem pública. “Seja pela gravidade concreta dos dois crimes, seja pelo risco concreto de reiteração criminosa, entende o Ministério Público que são impositivas a homologação do flagrante e a conversão da prisão em preventiva”, afirmou.

CLIQUE AQUI PARA VER A COBERTURA COMPLETA DO CASO.


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade