Conecte-se conosco

Economia

CVM alerta para uso indevido de nome de superintendente por empresa suspeita

Suspeita de envolvimento em um esquema de pirâmide, a empresa de investimentos Binary Bit está sendo acusada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) de usar...

Publicado em

Suspeita de envolvimento em um esquema de pirâmide, a empresa de investimentos Binary Bit está sendo acusada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) de usar indevidamente o nome do órgão regulador do mercado e do seu Superintendente Geral, Alexandre Pinheiro dos Santos. A autarquia divulgou um alerta ao público nesta terça-feira.

De acordo com a CVM, o objetivo da manobra é "transmitir aparência de credibilidade para possível esquema de fraude, na modalidade de pirâmide".

A xerife do mercado de capitais divulgou links de vídeos com referências ao superintendente, com a falsa informação de que este estaria presente em um evento em Salvador (BA), representando a CVM. Um segundo vídeo mostra um evento ocorrido em 2012 e, segundo a CVM, está sendo utilizado com legenda falsa alusiva à Binary Bit e ao evento na capital baiana (Veja aqui).

A CVM diz que, entre outras providências, comunicou indícios de crime de ação penal pública, envolvendo possível fraude financeira na modalidade de pirâmide, na atuação da Binary Bit ao Ministério Público do Estado de São Paulo. Com relação ao uso indevido do seu nome e do nome do seu Superintendente Geral, a autarquia acionou o Departamento de Polícia Federal.

A autarquia pede a investidores que receberem proposta de investimento da empresa entre em contato por meio de seu Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), se possível fornecendo detalhes do contato e a identificação das pessoas envolvidas.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade
Publicidade