Conecte-se conosco

Cascavel

'Tapa no rosto': Briga durante serviço gera indenização a funcionário agredido

O trabalhador disse ainda que foi chamado de 'burro', 'porco', 'relaxado' e 'surdo'...

Publicado em

'Tapa no rosto': Briga durante serviço  gera indenização a funcionário agredido
Imagem ilustrativa

Uma briga em um restaurante de Cascavel levou um funcionário a ser indenizado o em R$ 2 mil após ser agredido com um tapa no rosto. A decisão é do juiz Phelippe Müller, da 2ª Vara Cível, que determinou o pagamento de R$ 2 mil a título de indenização por dano moral. O rapaz disse ainda que foi chamado pela pela agressora de “burro”, “porco”, “relaxado” e “surdo”, mas não conseguiu provar a agressão verbal. 

O funcionário havia pedido R$ 10 mil na ação. A agressão aconteceu no dia 1º de março de 2017 e a sentença foi proferida ontem (19).

O funcionário relatou no processo que a discussão com a empresária aconteceu após ela tê-lo acusado de sujar uma geladeira e a pia da cozinha. Ele contou que para evitar mais aborrecimentos e discussão tentou sair da cozinha, mas foi impedido pela mulher que desferiu um tapa em seu rosto e continuou a ofendê-lo.

A agressora disse, no processo, que o colega de trabalho “arrumava confusão para brigar”. No dia em que aconteceu a discussão ela teria passado cera no chão e se irritou quando o rapaz pisou no local que já estava limpo. A discussão teria ocorrido porque ela foi buscar outra cera para passar no chão e, ao retornar, teria sido impedida por ele de entrar na cozinha. Ela contou ainda que foi empurrada pelo funcionário. “Ele não queria me deixar entrar na cozinha, aí ele me empurrou, aí eu puxei a porta para entrar de volta e ele veio e eu dei um tapa no rosto dele”, contou ao juiz.

Câmeras do circuito interno provaram que não houve agressão por parte do rapaz. Segundo a análise feita pela Justiça, a colega de trabalha “discutia acaloradamente com o autor e este, de forma vagarosa e sutil, coloca a mão no braço da ré e tenta apenas a afastar, quando é surpreendido por um empurrão e um tapa no rosto”.



Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade
Publicidade