• Mariana Lioto
  • CGN

18 Janeiro 2019 | 11h51min

O júri popular realizado na manhã de hoje absolveu os irmãos Volnei Jagas e Ronaldo Jagas. O entendimento é que houve legítima defesa, conforme relato do advogado Moacir Ferrari.

Em junho de 2007 houve uma briga dentro de um bar, no Jardim Veneza. O dono do estabelecimento foi agredido e ameaçado. Depois, com um revólver ele foi até a casa de Volvei e Ronaldo. Ele foi morto pela própria arma.

Os réus responderam em liberdade. Moacir destaca que o júri demorou 12 anos para ocorrer e que somente o inquérito policial demorou sete anos devido a falta de estrutura do Estado.

Carregar mais notas ao vivo