• Fábio Wronski
  • CGN

11 Janeiro 2019 | 20h46min

O advogado que causou uma grande confusão na UPA Brasília na tarde de ontem, quinta-feira (10), foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para prestar depoimento sobre o caso. 

Lá, segundo a Polícia Civil, ele preferiu manter-se calado, informando que só falaria em juízo. 

O homem teria quebrado um aparelho oxímetro na Unidade de Pronto-Atendimento, enquanto procurava atendimento. 

As funcionárias da UPA também denunciaram pelo crime de constrangimento mediante a violência ou ameaça, dano contra o patrimônio público e perturbação do trabalho.

Hoje, o homem saiu da Delegacia e não quis conversar com a imprensa. 


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Carregar mais notas ao vivo

Comentários (7 comentários)

  • Ronaldo Dudczak
    54
    0
    4 dias atrás às 20:58h
    Vai pagar o oximetro lá porque meu dinheiro não é capim entendeu ?
  • Ademir Soares
    39
    0
    4 dias atrás às 21:19h
    E agora alguem que precisar do oximetro tera que prcurar a justica .ja que o bonito so vai falar perante um juiz
    • Marcelo Oliveira
      25
      4
      4 dias atrás às 21:27h
      E do jeito que a justiça anda é capaz de os servidores ainda serem eles a responderem na justiça, por ele ter quebrado o equipamento
  • Silvana Claudia
    9
    12
    4 dias atrás às 21:27h
    eita Prefeitinho Edgar na Próxima pra qq ele fica falando nada a declara só falo em Juizo certo ele
  • Livio FW
    7
    17
    4 dias atrás às 22:36h
    E direito dele falar só em juízo! Não entendi o porquê da surpresa de alguns!
  • Mari Soares
    8
    2
    4 dias atrás às 03:02h
    É verdade que é irmão do vereador Alécio esse cidadão? Vamos cobrar do vereador.
  • Claudinei Pereira da Silva
    8
    0
    3 dias atrás às 06:56h
    Não podia deixar sair da cadeia, arbitra a fiança comprar outro oximetro enquanto não chega na upa não saí .