• Fábio Wronski
  • CGN

10 Janeiro 2019 | 23h05min

O homem que foi detido na tarde desta quinta-feira (10) na UPA Brasília, acusado de quebrar um equipamento oxímetro e ameaçar as funcionárias, foi transferido ao Hospital Universitário do Oeste do Paraná. 

O homem teria chegado à Unidade exigindo que fosse levado ao hospital.

Diante da negativa, o homem utilizou uma suposta carteira da OAB para tentar intimidar as servidoras, exigindo, segundo a denúncia, ser atendido antes do 'povinho'. 

Ao receber o mesmo tratamento que os outros pacientes, o homem teria dado um chute em uma mesa, jogando um equipamento contra parede. 

O oxímetro ficou destruído com o fato, assim, a Polícia Militar foi acionada e o homem recebeu voz de detenção, mas não foi encaminhado, pois precisava de atendimento. 

Agora à noite, sob escolta, ele foi levado ao Hospital Universitário. 

Segundo os socorristas do Samu, ele estaria com um problema gástrico, não sendo repassadas informações sobre a gravidade do caso. 


Whatsapp CGN 9.9969-4530 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.

Carregar mais notas ao vivo

Comentários (16 comentários)

  • Maria Angelina Briere
    130
    24
    5 dias atrás às 23:19h
    Mais convenhamos...Ele conseguiu a vaga que queria no hospital!
  • Cecilia Souza
    83
    7
    5 dias atrás às 23:37h
    Vcs virão quanto vale um chutao.
  • Conceição Kieltika
    138
    4
    5 dias atrás às 23:40h
    Notícia:Cidadão s/ curso superior com problemas gástricos não recebe atendimento preferencial, quebra bem público e tem vaga no HU.Patético.
  • Livio FW
    80
    25
    5 dias atrás às 00:16h
    Não entendi o porque da escolta, visto que os crimes em tese cometidos não geram prisão em flagrante e sim o simples registro de ocorrência
    • Cascavel Silva
      115
      8
      4 dias atrás às 07:57h
      Dano ao patrimonio público pena de 06 meses a 03 anos, gera flagrante, estuda menino!
    • Livio FW
      3
      0
      4 dias atrás às 22:00h
      Cascavel Silva - esses crimes de menor potencial ofensivo não geram prisão em flagrante, nem desacato não gera APF, não adianta teimar !
  • Conceição Kieltika
    72
    4
    5 dias atrás às 00:19h
    Pergunta: Quanto vale um parente na câmara municipal? Resposta: prioridade e portas abertas!
  • Ademir Soares
    53
    1
    4 dias atrás às 07:12h
    Atendimento prioritario para membros da OAB em todas as unidades de saude. Ei ei cascavelao kkk
  • Abel Araújo
    32
    10
    4 dias atrás às 07:53h
    Não agisse dessa forma, não teria sido atendido ainda, estaria esperando como todos os bobos do "povinho". Reclamar de mal atendimento é bom
  • Marcelo Oliveira
    76
    4
    4 dias atrás às 08:11h
    Se fosse um pobre estaria preso com problema gástrico e tudo, a escolta só pode pra fazer a segurança dele próprio, tinha erá que esta preso
    • Natalício Lima
      70
      4
      4 dias atrás às 08:53h
      Esse é um pobretão se tivesse alguma coisa iria no particular.
  • Fix Parafusos Fix
    79
    7
    4 dias atrás às 08:23h
    Sr Advogado , pq não paga um plano de saúde ao invés de tomar lugar dos outros, que vergonha !
    • Natalício Lima
      51
      1
      4 dias atrás às 08:59h
      Sr Advogado??? Kkkk Sr Zeruela, isso sim
  • Lisiane Silva
    9
    0
    4 dias atrás às 12:27h
    VIU PESSOAL COMO AS COISAS FUNCIONAM, NO BRASIL É ASSIM, NO CHUTE VC CONSEGUE AS COISAS QUE BELO EXEMPLO
  • Elizabete Silva
    6
    1
    4 dias atrás às 13:05h
    Se fosse um pobre tinha sido preso por desacato e danos mas como advogado que poderia ter pago uma consulta é levado sob escolta ao HU
  • Ricardo Souza
    2
    0
    4 dias atrás às 19:04h
    Só porque se acha advogado pensa que melhor que os demais só por causa de um diploma toma vergonha na cara