• Maycon Corazza
  • Assessoria

09 Dezembro 2018 | 10h14min

A comunidade acadêmica da Unesc esteve reunida na noite de quinta-feira (06/12) para um momento de muita emoção. Com a presença de amigos, colegas, professores, representantes da reitoria e até familiares de Gabriel Batista de Souza, estudante morto em Cascavel (PR) no dia 1º de novembro, foi inaugurado o Laboratório de Bacharelado em Teatro que leva o nome do acadêmico. O espaço fica no Bloco XXI-B, Sala 16.

A solenidade de inauguração contou com falas emocionadas de colegas e professores que, dentre tantas características, destacaram o sorriso, a coragem e a autenticidade de Gabriel. Representando o DCE (Diretório Central dos Estudantes) a vice-presidente Suzel Ramos salientou a importância de cada um dos presentes em continuar lutando para que seja feita justiça no caso da morte de Gabriel. “Nós precisamos lutar por isso. Já faz mais de um mês que esse crime aconteceu e não temos respostas concretas. Ele, um ser único, virou estatística. Ele representa cada um que está aqui e lembrar do seu sorriso é dar esperança para a nossa luta que não pode acabar por aqui”, destacou.

A Pró-Reitora Acadêmica da Unesc, Indianara Reynaud Toreti, agradeceu a presença da mãe, da irmã e do sobrinho de estudante, que vieram de Cascavel especialmente para o evento, e destacou a intensa passagem do acadêmico pela Universidade. “Ele deixou a sua marca e conquistou muitas pessoas por aqui, prova disso é essa homenagem importante que está sendo realizada hoje. O Gabriel certamente aprendeu com vocês a ser uma pessoa especial”, disse. Indianara salientou ainda o compromisso da Unesc em estabelecer uma cultura de paz dentro e fora do campus. “Esse é um compromisso não só da instituição, mas deve ser de cada um de nós. Não podemos fechar os olhos para o que acontece ao nosso redor”, completou a Pró-Reitora.

Os familiares de Gabriel receberam do curso um banner com fotos que retratam a passagem do estudante pela Universidade, além de terem acompanhado um vídeo com outros registros e mensagens.

Informações são do site da UNESC.

Carregar mais notas ao vivo