• Maycon Corazza
  • CGN

07 Dezembro 2018 | 15h14min

Delegados falaram, na tarde desta sexta-feira, na 15ª Subdivisão Policial de Cascavel, sobre operação realizada em três cidades do Paraná.

A operação Vucetich – inventor da identificação papiloscópica - teve como objetivo desarticular um esquema de expedição fraudulenta de RG’s através de postos conveniados do Instituto de Identificação. 

Os policiais foram para as ruas para cumprir sete mandados de busca e apreensão, ainda nesta madrugada. A ação aconteceu nas cidades de Maringá, Cerro Azul e Rancho Alegre do Oeste.

De acordo com a investigação, dezenas de documentos de identidade foram fraudados através da inserção de dados falsos no sistema.

Um dos mandados era contra um servidor da prefeitura de Cerro Azul que foi cedido para a atuação junto ao posto conveniado pelo Instituto de Identificação. Outro mandado foi cumprido em um escritório de contabilidade. A suspeita é que os documentos falsos eram feitos em troca de dinheiro.

A fraude foi descoberta pelo setor de fraudes do Instituto de Identificação que repassou as informações à Polícia Civil.

Os investigados poderão responder por peculato eletrônico, falsificação de documentos, corrupção passiva e associação criminosa.

Veja, acima, entrevista coletiva concedida em Cascavel.

Carregar mais notas ao vivo