• Mariana Lioto
  • CGN

21 Novembro 2018 | 18h57min

O TCE (Tribunal de Contas do Estado) afirma que existem irregularidades nos gastos da Câmara de Vereadores de Cascavel em 2006 e 2007. Foram multados os ex-presidentes Juarez Luiz Berté e Julio César Lemes da Silva.

Berté foi multado por deixar de fornecer documentos e por ter comprado diversos itens sem licitação, como combustíveis, alimentos, materiais de expediente e material elétrico. Também foi constatado que foram pagas multas de trânsito com recursos da Câmara porque a gestão não conseguiu identificar o condutor responsável. Outra irregularidade foi o pagamento de adiantamentos salariais.

O TCE também considerou irregular a contratação de um show pirotécnico para a inauguração da Câmara e a compra de coroa de flores e vasos para homenagens.

Além das multas ele terá que devolver R$ 255,37 referentes ao pagamento da infrações de trânsito, R$ R$ 3.500 relativo a gastos com show pirotécnico e R$ 2.550,50 de gastos com coroas e vasos de flores para homenagens. 

Já Júlio Cesar lemes da Silva teria adquiridos diversos materiais sem licitação e também pagou multas de trânsito e comprou coroas de flores para homenagens.

O TCE entendeu que Júlio Cesar errou ao comprar decoração natalina com recursos públicos.

Além das multas, ele terá que devolver os R$ 11.860,72 gastos com enfeites de natal, R$ 1.447,00 de despesas com coroas e vasos de flores para homenagens e R$ 127,69 gastos para pagamento de uma multa de trânsito.

Carregar mais notas ao vivo