• Mariana Lioto
  • CGN

12 Novembro 2018 | 17h13min

Após a decisão da tarde desta segunda-feira (12) onde os vereadores reprovaram as contas do ex-prefeito Edgar Bueno referentes a 2015, a defesa afirma que avalia se entrará com recurso.

Em fevereiro deste ano as contas de 2013 já haviam sido reprovadas e Edgar recorreu. Ele conseguiu uma liminar que ainda está valendo para aquela votação. O principal argumento utilizado foi que a Câmara não respeitou o regimento interno que prevê um prazo para a deliberação. Segundo o advogado Marcos Bosquirolli desta vez o prazo também não foi respeitado.

Com a decisão, Edgar Bueno fica inelegível por oito anos.

Entenda

O Tribunal de Contas do Estado avalia as informações prestadas pelo prefeito e emite um parecer. No caso das contas de 2015 de Cascavel foram apontadas três ressalvas mas o parecer foi pela aprovação. Este parecer foi avaliado por uma comissão interna da Câmara que o contrariou, opinando pela rejeição. Nesta tarde 14 vereadores votaram pela reprovação das contas e cinco pela aprovação.

Carregar mais notas ao vivo

Comentários (2 comentários)

  • Vollin Habba
    25
    0
    3 semanas atrás às 19:16h
    Não existe o "rouba +faz " o correto é " SÓ FAZ SE FOR PRA ROUBAR " o atual economizou no uniforme escolar kkkk pensa na bosta de material d
  • Cido Oliveira
    1
    0
    3 semanas atrás às 08:09h
    Voooooooooooolta edgar!!!