Conecte-se conosco

Paraná

Prevenção: audiência vai discutir câncer de cabeça e de pescoço

No Brasil são registrados a cada ano cerca de 40 mil novos casos de tumores malignos, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA)....

Publicado em

Prevenção: audiência vai discutir câncer de cabeça e de pescoço

O mês de julho é de alerta para a conscientização e prevenção do câncer de cabeça e pescoço. A data oficial é celebrada no dia 27, mas a campanha Julho Verde será abordada nesta terça-feira (16) no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) durante a Audiência Pública "Prevenção ao Câncer de Cabeça e Pescoço". A discussão é uma proposição da deputada Cantora Mara Lima (PSC) e começa às 9 horas na Alep. O objetivo é alertar para os perigos dessas doenças.

São denominados câncer de cabeça e pescoço os tumores localizados na boca, língua, gengivas, bochechas, faringe, laringe, esôfago, tireoide, amígdalas, palato e seios paranasais. No Brasil são registrados a cada ano cerca de 40 mil novos casos de tumores malignos, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Esse número significa 4% de todos os tipos de câncer e é o terceiro colocado entre os homens do Brasil.

"Sempre pautei a saúde como um assunto extremamente importante. Sou autora de leis que alertam a população paranaense sobre a importância dos cuidados e a atenção com a saúde, como Outubro Rosa, dedicado à saúde da mulher, e o Agosto Azul, dedicado aos homens. Nesta audiência, também vamos tratar da importância da prevenção à saúde, em alusão ao Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço”, disse a deputada Cantora Mara Lima.

A audiência vai contar com a participação do médico Gil Henrique Albrecht Ramos, chefe do Departamento de Serviço de Cabeça e Pescoço do Hospital Erasto Gaertner, com o tema “Câncer na boca: como aumentar o diagnóstico precoce”; da médica Roberta Targa Stramandinoli Zanicotti, doutora em oncologia, anaplastologista e prótese bucomaxilofacial; e médica Camila Ferreira Molento, fonoaudióloga, especialista em reabilitação oncológica. Ambas falarão sobre a importância das próteses bucomaxilofaciais na reabilitação do paciente oncológico. Já a nutricionista Aline Cristina Bucalão de Menezes e a médica Deise Regina Baptista vão falar sobre o impacto nutricional do câncer de cabeça e pescoço.

Diagnóstico – No princípio da doença, o câncer de cabeça e pescoço pode não apresentar sintomas, por isso o diagnóstico inicial é importante. Nestes casos, a chance de cura se aproximam de 100%. Com o tempo, podem aparecer sintomas como manchas brancas na boca, dor local, lesões com sangramento ou cicatrização demorada, nódulos no pescoço, mudança na voz e rouquidão.

Para se prevenir, é importante evitar o tabagismo e o consumo abusivo de bebidas alcoólicas, manter higiene bucal, ir periodicamente ao dentista, além de vacinar-se contra o papilomavírus humano (HPV) e usar preservativos.

O texto é da assessoria de imprensa da ALEP.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade
Publicidade