• Mariana Lioto
  • CGN

21 Setembro 2018 | 09h25min

Uma audiência pública ocorre na manhã desta sexta-feira na Câmara de Vereadores com a participação de vários órgãos ligados à saúde e assistência social. O objetivo é debater ações de prevenção ao suicídio.

Apenas no ano passado foram 14 casos em Cascavel e levantamentos mostram que entre 2011 e 2015 o número de situações do tipo aumentou 12% no país. O suicídio é mais comum entre jovens de 15 a 29 anos, indígenas ou idosos acima dos 70 anos.

O principal fator de risco é a depressão. A cidade tem uma rede para atendimento sendo que a primeira orientação é procurar uma unidade de saúde.

Carregar mais notas ao vivo

Comentários (3 comentários)

  • Aghata Tomacheski
    4
    0
    4 meses atrás às 11:03h
    Uma das providencias bem simples que poderiam acontecer, é a prefeitura fazer concursos e recrutar mais psicólogos pra rede de educação
  • Aghata Tomacheski
    5
    0
    4 meses atrás às 11:05h
    Acham que a saúde mental é brincadeira, alunos pedem socorro todos os dias, mas preferem chamar de frescura
  • Evandro Pires
    0
    1
    4 meses atrás às 11:23h
    Eu tenho vontade de tira minha vida esses dia quaze tirei minha vida já