Conecte-se conosco

Economia

Juros abrem em baixa com otimismo com Previdência e IPCA dentro do esperado

Os juros futuros abriram em baixa nesta quarta-feira, 10, de otimismo do mercado financeiro com a aprovação da reforma da Previdência, baseado na contagem de v...

Publicado em

Os juros futuros abriram em baixa nesta quarta-feira, 10, de otimismo do mercado financeiro com a aprovação da reforma da Previdência, baseado na contagem de votos e na proximidade da votação. O IPCA de junho (+0,01%) veio dentro do intervalo de estimativas captado pelo Projeções Broadcast, ainda que não deflacionário como indicava a mediana (-0,03%). Os núcleos do IPCA também não surpreenderam, na avaliação do economista-chefe do Haitong Banco de Investimentos, Flávio Serrano.

Depois de abrirem em queda de quase 0,10 ponto porcentual, alguns contratos de DI marcaram máximas. Mesmo nesse patamar, não apresentaram sinais de reverter a tendência de baixa. Às 9h13, o DI para janeiro de 2021 estava em 5,58% ante 5,62% no ajuste de segunda-feira. O DI para janeiro de 2023 exibia 6,35% ante 6,40% no ajuste de segunda-feira. O DI para janeiro de 2027 estava em 7,24% ante 7,28% no ajuste de segunda-feira. O dólar em queda e marcando mínimas a R$ 3,76 também colabora para esse desempenho.

Sobre a reforma da Previdência, "a proposta deverá obter o apoio necessário ou até superar o quórum mínimo de 308 votos favoráveis" considerando "os sinais emitidos na sessão de ontem (terça)", segundo a colunista do Broadcast Político, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, Elizabeth Lopes. Um desses sinais é o fato de o requerimento do PCdoB para retirada de reforma da Previdência da pauta ter sido rejeitado por 331 votos a 117. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse que levará a votação até sábado ou domingo se for necessário a fim de permitir que o segundo turno de votação da PEC aconteça ainda antes do recesso parlamentar. Hoje cedo o presidente Jair Bolsonaro foi à Câmara para participar de evento de encerramento do semestre da Frente Parlamentar Evangélica. Na terça, Bolsonaro foi criticado por agentes do mercado financeiro, entre eles o sócio da Alaska Asset Management Henrique Bredda no Twitter: "@jairbolsonaro, 'vc' está querendo uma reforma desigual privilegiando policiais enquanto o @RodrigoMaia rala pra aprovar a Nova Reforma da Previdência? É isso? Estamos de olho".

Na agenda externa, os investidores acompanham a participação do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, em sabatina na Câmara dos Representantes dos EUA e a divulgação da ata da reunião de política monetária do Fed em junho (às 15h).

Mais cedo, a FGV divulgou que o IGP-M subiu 0,40% na primeira prévia de julho, após ter aumentado 0,73% na primeira prévia de junho. Com o resultado, o indicador acumulou elevação de 4,80% no ano e avanço de 6,40% em 12 meses.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade
Publicidade