• Mariana Lioto
  • CGN

10 Agosto 2018 | 18h28min

Grande parte dos votos nestas eleições serão disputados virtualmente, mas a propaganda na internet é limitada.

Cada candidato pode ter site ou blog próprios, desde que ele seja hospedado em provedor no Brasil e o endereço tenha sido informado à justiça eleitoral.

Manter perfis pessoais em redes sociais para pedir votos também é possível.

Não será permitido, no entanto, fazer propaganda paga em qualquer site de pessoas jurídicas ou órgãos públicos. A campanha só pode ser impulsionada nas redes sociais se for contratada diretamente por meio das plataformas de mídias sociais.

Quem veicular propaganda eleitoral em sites de pessoas jurídicas, empresas e órgão públicos poderá pagar multa do valor de R$ 5 mil a R$ 30 mil. O mesmo vale para o candidato que se beneficiar com a propaganda.

A campanha com pedido expresso de voto é permitida a partir do dia 16 deste mês.

Se informe na CGN!

Com a aproximação da campanha eleitoral para presidente, governador, senador e deputado federal e estadual a CGN está respondendo uma série de dúvidas comuns aos eleitores. Participe encaminhando suas perguntas pelo whatsapp para 9.9928.0850!

Veja as outras perguntas já respondidas.

Carregar mais notas ao vivo
Acontecendo Agora
image/svg+xml