Conecte-se conosco

Paraná

Indústria retoma geração de empregos no Paraná

De janeiro a maio foram mais de 7 mil novos postos de trabalho colocando o Paraná na quinta colocação estadual...

Publicado em

Indústria retoma geração de empregos no Paraná

Dados do Caged, com o resultado acumulado de janeiro a maio deste ano, revelam que foram criados 38.272 mil empregos no Paraná. Destes, 7.632, quase 20%, foram na indústria. O setor de serviços foi o destaque, com mais de 22.396 vagas ofertadas. 

O resultado deste ano sinaliza uma recuperação do setor industrial, embora em ritmo ainda mais lento do que o esperado. E, apesar de positivo, o saldo também está 33% abaixo do registrado no mesmo período do ano passado, quando foram criados 11.372 novos postos de trabalho. O Paraná foi o quinto no país que mais gerou vagas na indústria no Brasil em 2019, superado por São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Minas Gerais.

Para o presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, o resultado positivo é motivo de comemoração, mas o ritmo de retomada ainda está aquém do necessário. “Entre 2014 e 2016, no período de recessão, 76 mil postos de trabalho foram fechados na indústria do estado. Desde 2017, já recuperamos quase 15 mil desses empregos, mas ainda estamos muito distantes do cenário pré-crise”, afirma. 

Campagnolo acrescenta que, para o restante do ano, o desempenho da geração de empregos industriais no Paraná vai depender da evolução das decisões políticas que podem estimular a economia. “Muitos industriais seguem em compasso de espera, retardando investimentos enquanto não percebem sinais mais consistentes de retomada da atividade econômica”, diz. “E a confiança desses investidores só vai ser recuperada quando perceberem que o país está corrigindo seu rumo. Por isso, é fundamental que, entre outras medidas, o Congresso Nacional aprove as Reformas Tributária e da Previdência o mais rapidamente possível, o que sinalizará um compromisso do país com seu futuro”, completa.  

Segmentos e regiões

O setor que mais contribuiu para a abertura de vagas na indústria paranaense nos primeiros cinco meses de 2019 foi o têxtil e de artigos do vestuário, com 1.314 novos empregos. O resultado é um alento para o segmento, um dos principais do estado e o que mais emprega mão-de-obra feminina, que vinha numa forte tendência de queda desde o ano passado. “Em 2018, foram fechados 4.365 postos de trabalho no setor. O resultado acumulado este ano sinaliza uma reversão dessa trajetória”, analisa o economista da Fiep, Evânio Felippe. Outros setores que se destacaram na geração de empregos foram metalurgia, com 928; automotivo, com 857; e borracha e plástico, com 602 novos empregos. 

Na indústria, a Região Metropolitana de Curitiba foi a que mais criou vagas no acumulado do ano, com 2.804 contratados. Depois vem a região de Londrina e Maringá, no Norte, com 2.742; Oeste, incluindo Cascavel e Toledo, com 1.236; Sudoeste, próximo a Pato Branco e Francisco Beltrão, com 963; e Campos Gerais, onde fica Ponta Grossa, com 263 contratações.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade
Publicidade