Conecte-se conosco

Economia

Lançamentos de imóveis caem 35,2% em abril, diz pesquisa; vendas ficam estáveis

O mercado imobiliário mostrou uma atividade mais fraca no mês de abril, com queda nos lançamentos e estabilidade nas vendas, interrompendo a sequência de alta...

Publicado em

O mercado imobiliário mostrou uma atividade mais fraca no mês de abril, com queda nos lançamentos e estabilidade nas vendas, interrompendo a sequência de alta vista nos meses anteriores, de acordo com pesquisa da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Os lançamentos consolidados somaram 2.471 unidades em abril, recuo de 35,2% em comparação com o mesmo mês do ano passado.

No acumulado dos primeiros quatro meses do ano, os lançamentos totalizaram 20.652 unidades, expansão de 11,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

No mês de abril, todos os segmentos diminuíram a oferta de novos projetos. Os lançamentos do Minha Casa Minha Vida (MCMV) foram de 1.188 unidades, recuo de 38,1%, enquanto no setor de médio e alto padrão chegaram a 1.283 unidades, baixa de 12,0%.

Vendas líquidas

As vendas líquidas consolidadas (já descontados os distratos) em abril atingiram 6.415 unidades, resultado 0,2% superior ao do mesmo mês do ano passado. No acumulado dos primeiros quatro meses de 2019, as vendas totalizaram 28.673 unidades, alta de 12,2%.

No mês de abril, as vendas de casas do Minha Casa Minha Vida caíram 4,3%, para 4.332 unidades, enquanto as vendas de moradias de médio e alto padrão subiram 3,3%, para 1.966 unidades.

Distratos e estoques

Os distratos consolidados somaram 1.737 unidades em abril, recuo de 33,6%. O volume de distratos foi equivalente a 21,3% das vendas totais no mês.

O estoque totalizou 121.390 unidades em abril, alta de 6,4%. Considerando o ritmo atual de vendas, seriam precisos 15,2 meses para liquidar esse estoque.

O levantamento da Abrainc engloba dados de 20 empresas associadas, com atuação em diversos Estados, mas concentrados na Região Sudeste. Os dados consolidados se referem a empreendimentos novos dos segmentos residenciais (Minha Casa Minha Vida e médio e alto padrão), comerciais e loteamentos.

Clique aqui e participe do nosso grupo no whatsapp

Publicidade
Publicidade