Cotidiano - MG: Prefeitura pede pomada, roupas e soro a crianças vítimas de incêndio
  • Maycon Corazza
  • UOL

05 Outubro 2017 | 13h34min

A Prefeitura de Janaúba, no Norte de Minas Gerais, informou nesta quinta-feira (5) que deslocou todos os médicos da cidade para os hospitais Fundajan e Regional para atendimento às vítimas do incêndio em uma creche, registrado nesta manhã. Ao menos quatro crianças morreram. A administração decretou luto oficial de sete dias em função da tragédia.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o incêndio foi controlado depois por volta das 11h, e as crianças que morreram tinham idades entre quatro e seis anos.

Apesar de ambulâncias e medicamentos de municípios vizinhos terem sido enviados para o local, a administração, por meio de nota, pediu doações de pomada contra queimaduras, soro fisiológico e itens como metoclopramida e dipirona injetável, além de água mineral, roupas para crianças e roupas de cama.

"Toda ajuda será bem-vinda. Não postem nem compartilhem fotos. Isso só aumenta o sofrimento. Vamos orar por todas as vítimas e suas famílias. Janaúba precisa desse apoio", diz a nota.

"A administração municipal manifesta profunda preocupação com o lamentável episódio e direcionou todos os seus esforços para atender os envolvidos e amenizar, de alguma forma, a dor que acomete a todos. Foram mobilizados todos os hospitais, equipes de saúde, Prefeituras da região da Serra Geral e de outros Municípios, Policia Militar, Civil e equipes do Governo de Minas Gerais. Estamos tomando todas as medidas que nos cabem para prestar o melhor atendimento às vítimas e tentar atenuar as consequências do lastimável evento", escreveu, em nora, o prefeito da cidade, Carlos Isaildon Mendes (PSDB).

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Janaúba tem uma população estimada em pouco mais de 71 mil habitantes. Além da unidade atingida pelo incêndio, a cidade conta com outros nove centros municipais de educação infantil, além de sete escolas municipais.

A cidade fica na região norte do Estado, localizada a 132 Km de Montes Claros e 547 km da capital Belo Horizonte.

Governo monta "posto de comando emergencial" na cidade

Também por meio de nota, o Governo de Minas informou que, tão logo soube do ocorrido na creche, o governador Fernando Pimentel (PT) "determinou de imediato a mobilização de todas as forças de Saúde Pública e de segurança do Estado – Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil – nas operações de resgate e salvamento."

"Um posto de comando emergencial já foi instalado no local para alinhar todos os esforços dos órgãos estaduais. Informamos, ainda, que o governador Fernando Pimentel irá ao local ainda na tarde desta quinta-feira (05/10). A Secretaria de Estado de Saúde e a Fundação Hospitalar de Minas Gerais montaram uma operação especial para receber as vítimas, tanto em hospitais na região, quanto no Hospital João XXIII, se necessário. Toda a estrutura necessária, o que inclui aeronaves, veículos e demais equipamentos públicos, também foi colocada à disposição", traz a nota.

O incêndio

O incêndio em uma creche de Janaúba, no norte de Minas Gerais, deixou ao menos quatro crianças mortas, segundo informações do batalhão da PM (Polícia Militar) na cidade. A Polícia Militar, o Samu (serviço de resgate) e Corpo de Bombeiros, receberam denúncias de que o fogo teria sido provocado por um segurança que trabalharia na instituição, o Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente.

Carregar mais notas ao vivo

Comentários (1 comentário)

  • Wilson
    15
    0
    10 meses atrás às 14:01h
    Que Deus conforte os familiares dos falecidos e restaure a saúde das pessoas feridas, amenizando o sofrimento