Conecte-se conosco

Esportes

Às vésperas da abertura, Copa América vendeu 65% dos ingressos

Restando dois dias para o início da Copa América, mais de um terço dos ingressos da competição ainda não foram vendidos. De acordo com dados divulgados pelo Co...

Publicado em

Restando dois dias para o início da Copa América, mais de um terço dos ingressos da competição ainda não foram vendidos. De acordo com dados divulgados pelo Comitê Organizador Local do torneio, nesta quarta-feira, foram comercializados até agora 65% dos bilhetes. A carga total é de pouco mais de 1 milhão de entradas.

A Copa América terá 26 partidas em seis estádios de cinco cidades (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Salvador). A abertura será sexta-feira, no Morumbi, entre Brasil e Bolívia. A decisão será no dia 7 de julho, no estádio do Maracanã.

A expectativa dos organizadores da Copa América é de que as vendas de ingressos comecem a acelerar a partir de sexta-feira. "Estamos caminhando para uma venda bem-sucedida. Sabemos que, em qualquer produto, alguns são mais valiosos e desejados e no meio pode ter um ou outro que não desperte tanto interesse. Esperamos que, a partir de sexta-feira, com a bola rolando, gere um pouco mais de interesse com o público. Já vimos isso em outros grandes eventos. A partir do momento que o evento começa, as pessoas passam a se engajar mais", disse Agberto Guimarães, diretor de Operações da Copa América.

Os organizadores também anunciaram que foram distribuídos ingressos gratuitos para crianças carentes. A medida pode evitar clarões nas arquibancadas, principalmente nos jogos nos quais a procura por bilhetes tem sido pequena até agora. Os jogos que mais preocupam os organizadores são os do Mineirão, em Belo Horizonte. "Fizemos parceria com uma série de instituições governamentais em quase todas as cidades com distribuição de ingressos a crianças sem custos para elas", afirmou Guimarães.

Sobre as reclamações dos torcedores que levaram até 1h30min para retirar os seus ingressos nos postos físicos, os organizadores alegam que a demora se justifica por causa de medidas de segurança. "É uma burocracia necessária para evitar cambismos. São medidas para que o torcedor se sinta seguro. Recomendamos que o torcedor vá aos centros de retirada o quanto antes. Quanto mais perto do jogo, as filas podem acontecer", disse Thiago Jannuzzi gerente geral de Competição da Copa América.

Para retirar o ingresso, o torcedor precisa levar o voucher impresso, um documento com foto e o cartão utilizado na compra pelo site. Quem comprou meia-entrada precisa apresentar a carteirinha, e o bilhete é nominal. Depois disso, é tirada uma foto do torcedor segurando o documento e o cartão.
Publicidade
Publicidade