• Mariana Lioto
  • Luiz Carlos da Cruz/Gazeta do Paraná

15 Agosto 2015 | 07h23min

A Coopavel está fazendo novos investimentos na área de avicultura e suinocultura. Nesta semana, o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) aprovou um financiamento de R$ 59 milhões à cooperativa que em 2015 vai investir um total de R$ 90 milhões nos dois segmentos de produção de carne, além da ampliação de armazéns.

A cooperativa elaborou um plano de investimentos de R$ 270 milhões ao longo de três anos. No ano passado foram R$ 90 milhões e em 2016 terá o mesmo valor investido. Os investimentos são para as unidades de Lindoeste, Santa Tereza do Oeste e no distrito de Juvinópolis. Com a ampliação, a meta é sair dos 200 mil frangos diários para 300 mil.

“Com isso aumentaremos em 50% a produção de carnes de aves, abriremos mais de 600 empregos neste ano de 2015, parte já foi contratada”, diz Dilvo Grolli, presidente da cooperativa.

Com os investimentos na unidade produtora de leitões em Juvinópolis, o volume de abate deve sair dos atuais 900 suínos para 1.500.

A Coopavel deve ter um faturamento global de R$ 1,8 bilhão em 2016. No ano que vem a perspectiva com os novos investimentos é chegar a R$ 2 bilhões. Apesar da crise, o agronegócio brasileiro continuou crescendo, mas isso não significa que ele não tenha sido afetado. Grolli explica que a crise aumentou os custos de produção principalmente com a elevação da tarifa de energia elétrica e logística, além do aumento salarial.

“Uma maneira de diluir o aumento de custos é ampliar a produção”, destaca.

As informações são da Gazeta do Paraná.

Carregar mais notas ao vivo

Comentários (11 comentários)

  • Mário
    20
    1
    15/08/2015 07:47h
    Enquanto a Cvale, Copacol, Coamo e outras ..já estão 20 anos na frente O DILVO com cargo de presitente vitalício ta rico.
    • guarda luizinho
      3
      1
      15/08/2015 18:51h
      não entendi uma coisa! o DILVO é presidente ou proprietario da coopavel?
  • indignado
    12
    3
    15/08/2015 07:53h
    Primeiro paga o que vce me deve. Salário de fome, fui funcionário dela por quase vinte anos e agora só com ação trabalhista para receber.
  • Funcionaria
    11
    4
    15/08/2015 09:21h
    Primeiro pague o dissidio, q esse ano ainda nao aconteceu, e melhore as condicoes de trabalho
    • Risada
      2
      7
      15/08/2015 13:48h
      1° Se não saiu o dissídio ainda, não tem o que a empresa pagar 2° Procure outro emprego se este não te satisfaz, isso se for capaz!
    • resposta ao risada
      2
      0
      15/08/2015 23:33h
      a empresa tem que pagar sim seu otário,se vc não entende de leis trabalhista feche a boca, e se a empresa não paga o juiz faz pagar....
  • indignado
    5
    1
    15/08/2015 15:11h
    Risada, estamos em agosto e o dissidio deveria ser pago no mês 06. Agora pagam o que me devem. Estou muito feliz noutro emprego.
  • Julio
    1
    1
    15/08/2015 18:27h
    Uma boa empresa. Tenho orgulho de ter trabalhado lá e de ver que continuam investindo, gerando empregos, renda e divisas para o país.
    • eu
      2
      1
      16/08/2015 01:59h
      0 puxa saco lanbe lanbe sem profissao
  • peixinho
    0
    1
    16/08/2015 11:06h
    pooooooha e peixe seu dilvo, quando vao abri as portas pros peixes
  • quem conhece
    0
    0
    07/06/2016 17:00h
    o cara possui mais de trezentos caminhoes a trans soja e dele