• Mariana Lioto
  • CGN

02 Julho 2015 | 11h02min

O prefeito Edgar Bueno e o atual presidente da Cettrans, Paulo Gorski, são acusados pelo Ministério Público de improbidade administrativa e prejuízo aos cofres públicos por terem firmado uma parceria, ainda em 2010, que permitiu a reforma do asfalto na entrada e no pátio da sede da Coopavel que fica no Parque Industrial Teobaldo Bresolin. Na época, Gorski era Secretário de Obras do Município. A investigação do MP foi concluída apenas este ano e a Ação Civil Pública protocolada no final de abril. A juíza intimou os acusados a se manifestarem.

Segundo o promotor Sérgio Machado, dez máquinas do Município foram usadas na reforma, além da mão de obra dos servidores. Somente com o maquinário ele calculou R$ 92 mil em prejuízo aos cofres públicos (em valores já atualizados). Para firmar a “parceria” o município usou a Lei Municipal 3.696, de 2003, que permite à Prefeitura firmar contrato com a comunidade para execução de asfalto. A lei, no entanto, exige que seja feito um abaixo-assinado com adesão de 80% dos beneficiados e que o interesse seja coletivo.

“As obras e serviços de cunho particular, as quais tiveram início em 22/04/2010, autorizadas pelos requeridos Edgar Bueno e Paulo Gustavo Gorski através de ‘termo de parceria de auxílio e cooperação entre o município e a Coopavel’ (assinado em 05/04/2010), não se fundam em critério legal, não evidenciado o interesse público, mas simplesmente o interesse particular da Coopavel, que teve seu pátio e entrada revitalizados sem despender com locação de equipamentos adequados e necessários para tanto, o que lhe garantiu enriquecimento ilícito, à época, no importe de R$ 66.980,00 (aproximadamente). Ressalta-se que tal valor, atualizado até o mês da propositura da presente ação (abril/2015) corresponde a R$ 92.097,39”, diz o promotor na ação.

O MP entende que a Coopavel foi privilegiada ao ter seu pátio reformado e que houve ilegalidade na parceria. A ação destaca que ao assumir a função pública, o prefeito estava ciente que se trata de improbidade administrativa a cessão de bens públicos para obra ou serviço particular.

A investigação teve origem em uma denúncia apresentada pelos então vereadores João Aguilar Neto, Júlio César Leme, Paulo Tonin e Otto Reis Filho.

A reportagem procurou a assessoria da prefeitura sobre o processo, que encaminhou uma nota sobre o caso:

"O prefeito Edgar Bueno e o ex-secretário de Obras, Paulo Gorski, se colocaram a disposição da Justiça e sustentam que não houve irregularidade na celebração do termo de cooperação técnica entre Prefeitura Municipal e a Coopavel. De acordo com documento firmado na época, coube ao Município fornecer máquina e mão de obra, enquanto a empresa entrou com material asfáltico, conforme comprovação através de notas e documentos que estão sendo anexados à defesa de Edgar e Gorski. Segundo eles, também será comprovado que o remendo de recomposição não abrangeu apenas trecho do acesso à cooperativa, localizada no distrito industrial Theobaldo Bresolin. Os insumos bancados pela Coopavel permitiram a recuperação de vias públicas esburacadas localizadas nas imediações. O MP considerou que houve irregularidade no termo de cooperação".

Carregar mais notas ao vivo

Comentários (24 comentários)

  • Julio
    32
    48
    02/07/2015 11:31h
    A Coopavel é uma empresa que gera muito ao município, concordo com esse trab da prefeitura.
    • RSS
      10
      3
      02/07/2015 12:06h
      Isso se chama improbidade seu analfabeto funcional, e eles pagam mal pra caramba seus funcionários já que a desculpa são os empregos.
    • sérgio
      9
      1
      02/07/2015 12:16h
      Concorda, né? E se fosse algum prefeito do PT, tu ainda ia concordar?
    • concordo com o Julio
      4
      5
      02/07/2015 13:54h
      reclama q paga mal, mas a Coopavel influencia e muito a economia na cidade e região, quem tem interesse segue carreira na cooperativa...
    • tucano
      2
      1
      02/07/2015 16:22h
      baba ovo, puxa saco, leitero, vai la trabalhar pra eles então
    • Sem Meias Palavras
      0
      0
      02/07/2015 17:07h
      Pra Você Julio, desde que esteja escorrendo algum tipo de liquido do saco do Edgar pra você lamber você sempre concorda, lambe rola safado.
    • Sem Meias Palavras
      3
      0
      02/07/2015 17:13h
      Por isso digo que você faz parte da pior espécie de lixo que existe, pois fala tanto em moralidade nesse espaço, mas apoia os atos imoral.
  • floresta
    5
    8
    02/07/2015 11:50h
    no minimo é coisa do prof Lemos
  • 4
    16
    02/07/2015 11:53h
    Não posso acreditar mais uma vez esse tal de MP vem querer aparecer na mídia, tem tantas coisas para eles se preocuparem. vão se catar!
  • rodrigo
    12
    3
    02/07/2015 11:54h
    mais uma do Edgar! amigo Julio,uma coisa n tem nada a ver c a outra,as verbas da pref tem de ser destinadas a orgaos publicos e n particular
  • Moacir
    5
    1
    02/07/2015 11:57h
    E enquanto isso a cidade precisando de reforma asfáltica que é para o bem comum da sociedade. Mais uma da prefeitura.
  • cidadao
    7
    3
    02/07/2015 12:09h
    Não morro sem ver esse Edvagar preso
  • CRISTIANO
    2
    9
    02/07/2015 12:23h
    MAIS VÃO PROCURAR ROUBOS DO NOSSO DINHEIRO, AI NÃO ESTA NO BOLSO DE NINGUEM, FOI USADO PARA SOCIEDADE ENTRAR E SAIR DA RUA, CAMINHÕES.
  • Paulo
    5
    2
    02/07/2015 13:05h
    Enquanto isso,nada de sair asfalto,e pago pelos moradores,aqui numa parte do Roma!!!Parabéns Edgar Bueno por sua ótima administração!#sqn
  • Brasileiro
    1
    1
    02/07/2015 13:47h
    E a marginal do trevo cataratas até a ferroeste? A esqueci, não existe, nem duplicação tem, vergonhoso!
    • floresta
      5
      0
      02/07/2015 16:41h
      seu idiota ,a 277 é rodovia federal e nao municipal
  • Que se cumpra a Lei
    6
    1
    02/07/2015 13:59h
    Lei 8429, art 12: ressarcimento integral, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de 8 a 10 anos, pagamento de multa civil
  • músico
    5
    1
    02/07/2015 14:01h
    "é que o donos da cidade não tem medo de ninguém, os donos da cidade eles só querem aparecer" (Natiruts)
    • Brasileiro
      0
      2
      02/07/2015 14:25h
      Coopavel não tem dono, é uma cooperativa, devisão de lucro entre os cooperados!
  • Vergonhoso!
    4
    1
    02/07/2015 14:33h
    Enquanto isso as estradas rurais estão intransitáveis, sem condições de escoar safra, plantar ou levar alunos à aula.
  • FAZENDA ILUMINADA
    8
    1
    02/07/2015 15:26h
    É por isso e muito mais que essa máfia é contra o pacheco virar prefeito de cascavel, se ele for com certeza vai faltar cela em cascavel.
  • A coopavel
    13
    2
    02/07/2015 15:41h
    é uma empresa que gera muito lodo e lixo. Tem um grande impacto ambiental. Deveria prestas contas a sociedade do desastre ambiental.
  • eu
    3
    0
    03/07/2015 09:14h
    movimento para PACHECO na Prefeitura de CASCAVEL já.... Vc Pacheco já tem meu voto e da minha família.
  • Ladaínha
    3
    0
    03/07/2015 11:31h
    Vai lá pedir um frango pra ver se eles te dão alguma coisa "laranja", paga pau do c....por isso que o país ta no que ta.
  • CORUJAO
    2
    4
    03/07/2015 19:43h
    A COOPAVEL MERECE TODO APOIO DO MUNICIPIO E GRATIDAO DA POPULAÇAO POR TODOS OS BENEFICIOS QUE GERA P/CASCAVEL,HA ALGUNS INGRATOS MAS EU NAO.