Conecte-se conosco

Nas nuvens

Sinalizando o fim da estagnação provocada pela crise econômica, o reaquecimento do mercado imobiliário de Curitiba...

Publicado em



Sinalizando o fim da estagnação provocada pela crise econômica, o reaquecimento do mercado imobiliário de Curitiba está começando, literalmente, pelo topo da pirâmide.

Isto é, por apartamentos classificados na categoria “super luxo”, composta por imóveis que custam acima de 2 milhões de reais.

Aliás, os primeiros indícios dessa tendência surgiram já em 2018, quando foram vendidos 128 unidades dessa faixa, contra 75 no ano anterior.

Um dos empreendimentos mais inovadores desse segmento lançados neste ano é o AGE 360, idealizado pela incorporadora do empresário Alfredo Gulin em sociedade com o renomado escritório Triptyque Architecture, que vai ser erguido no bairro Ecoville para ser um dos 20 prédios mais altos do Brasil.

Com 36 andares e plantas de 200 a 560 m², o edifício terá piscina com vista panorâmica de 360 graus e projeto arquitetônico com jardins verticais, ambientes minimalistas e layout flexível.

Concebido para alcançar 123 metros de altura, ele será o terceiro maior edifício da capital, atrás do Universe Life Square, no Centro, com 152 metros, e do Evolution Towers, no Batel, que atinge 137 metros de altura.

O preço dos apartamentos parte de 5 milhões de reais e a conclusão da obra está prevista para 2023.

Publicidade