Conecte-se conosco

Eis um autêntico hipócrita

Muito já se escreveu e se falou sobre a agressiva campanha promovida pelo prefeito de Nova York, Bill de Blasio, para impedir que o presidente Jair Bolsonaro fosse...

Publicado em

Muito já se escreveu e se falou sobre a agressiva campanha promovida pelo prefeito de Nova York, Bill de Blasio, para impedir que o presidente Jair Bolsonaro fosse à cidade norte-americana para receber uma homenagem, que agora lhe será prestada em Dallas, no Texas.

 

Mas os comentários de dois dos mais respeitados jornalistas brasileiros, escancarando no Twitter a verdadeiro caráter do alcaide nova-iorquino, foram simplesmente arrasadores.

 

J.R. Guzzo bateu forte: "O prefeito de Nova York insultou os brasileiros, sim, ao sabotar a viagem de Bolsonaro à sua cidade. Ele é o presidente do Brasil, eleito democraticamente por maioria absoluta de votos. Seu único problema é que o prefeito não concorda com o que ele pensa. Isso se chama fascismo".

 

Mario Sabino foi ainda mais duro: "O prefeito de Nova York comemora o cancelamento da visita de Bolsonaro, presidente democraticamente eleito, à cidade. Mas ditadores africanos e árabes continuam a ser bem-vindos a Nova York, para gastar no comércio da cidade a fortuna que roubam dos seus povos".

 

Só faltou lembrarem que o dito cujo, expoente da ala mais à esquerda do Partido Democrata, apoiou a guerrilha sandinista que derrubou no final da década de 70 o ditador Anastasio Somoza e assumiu o poder na Nicarágua com seu próprio caudilho, Daniel Ortega, que desde 2007 voltou a comandar o país com mão de ferro, reprimindo os opositores com extrema violência.

 

Como se vê, Bill de Blasio tem seus bandidos de estimação.

 

E isso basta para dizer quem ele é.

Publicidade
Publicidade