• Maycon Corazza
  • Fonte: EM

12 Janeiro 2018 | 08h33min

Amentou para 14 o número de mortos em decorrência da tragédia na Creche Inocente, em Janaúba, Norte de Minas, ocorrida na manhã de 5 de outubro, quando o vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, ateou fogo no centro de ensino infantil. Será sepultado nesta sexta-feira, em Janaúba, o corpo do menino Gabriel Carvalho de Oliveira, de 5, que morreu no início da tarde de ontem no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, onde estava internado desde o incêndio. Ele foi a décima criança a morrer em consequência da tragédia.

O incêndio criminoso também provocou as mortes do autor do ataque e das auxiliares de professora Jéssica Morgana Silva Santos, de 23, e Geni Oliveira Lopes Martins, de 63, além da professora Heley Abreu Batista, de 43, que perdeu a vida tentando salvar seus alunos. Helley enfrentou Damião, que usou gasolina para atear fogo na creche – o vigia sofria de transtornos psiquiátricos, segundo laudo médico.

Veja matéria completa do site ESTADO DE MINAS.

Carregar mais notas ao vivo
Envie seu comentário Seu endereço de email não será divulgado