• Luiz Padilha
  • O Bem Dito

19 Maio 2017 | 17h49min

Uma adolescente de 13 anos, que estava internada na UTI da Norospar, em Umuarama, com quadro agudo de meningite meningocócica, morreu na noite desta sexta-feira (19). De acordo com o hospital, o protocolo de morte encefálica foi encerrado às 23h50.

Uma amiga da menina também está hospitalizada, porém, o exame realizado descartou a doença. Como as duas estudavam juntas e eram muito próximas – além desta ter apresentado alguns sintomas que poderiam estar relacionados com a doença – o hospital decidiu mantê-la em observação para a realização de um novo exame.

O corpo da adolescente que faleceu está sendo velado na residência da família, na avenida Rio Grande do Norte, proximidades da praça dos Xetás.

Meningite

A meningite é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. É uma doença contagiosa que pode ser causada por vírus, bactérias e fungos, entre outros agentes infecciosos.

A meningite bacteriana é mais grave e, dependendo dos casos, pode levar o paciente à morte em algumas horas após o aparecimento dos sintomas. Entre as meningites bacterianas, a meningocócica costuma ser a responsável pelos quadros mais graves e fatais da doença. Ela é causada por uma bactéria que possui diversos sorogrupos. Os mais frequentes são o A, B, C e o Y e W.

Já as meningites virais costumam ser caracterizadas por um quadro clínico benigno, isto é, que não tem caráter perigoso. Não há tratamento específico. A grande maioria dos pacientes se cura em casa, sem sequelas. Os sintomas assemelham-se aos de viroses em geral.

Para evitar exposição da família e de outras pessoas próximas, OBemdito, cumprindo seu papel ético, optou por não publicar o nome e a foto da adolescente vitimada pela doença.

As informações são do portal O Bem Dito.

Carregar mais notas ao vivo
Envie seu comentário Seu endereço de email não será divulgado